sábado, 31 de janeiro de 2015

A China prepara-se...

Aceitam-se palpites para esta estrutura, nos ilhéus de Xiaaucun do arquipélago Nanji. Para dar uma ideia das dimensões, entre a comporta e a entrada do Porto são pouco mais de duzentos metros.

Está a 200 Km de Taiwan ou a 310 Km das ilhas Diaomin ou Sensaku (detidas pelo Japão, mas disputadas pela China e por Taiwan).

Pontos extra se me disserem o que é a estrutura metálica perto da entrada do porto.

E já agora que dizer das estruturas seguintes:

Heliportos numa das ilhas Nanji

A China quer fazer a maior parada militar desde 2009 para sinalizar os 70 anos do fim da II Guerra Mundial, com o objetivo de «assustar o Japão». Isto segue-se a um Partido Comunista em frangalhos, completamente impotente perante o colapso dos principais indicadores económicos, dos preços da habitação e da cotação do Yuan. Os dirigentes chineses já vieram aconselhar (seja o que isso for em terminologia comunista) os cidadãos chineses a não comprar dólares.

Quando os dirigentes se acham no papel de inimigos do povo, podem sempre arranjar uma guerra para encontrar um novo inimigo para o povo.