quarta-feira, 3 de junho de 2015

O 44 dos States também está com a dita murcha.... a popularidade, claro está.

Former President George W. Bush looks towards his parents as he discusses his new book
Diz o 43: «O 44 de cá foi às cordas!»






Pela primeira vez desde que se sondou, a popularidade de George W. Bush, mesmo tão maltratado pela imprensa, é maior do que a de Obama, o tal afro-queniano que a imprensa leva ao colo.  George Bush tem 52/43 e Obama 49/49, sendo uma sondagem da CNN (logo dessa, que deve estar a barbitúricos nesto momento).  A sondagem foi mencionada num artigo do Politico, George W. Bush outpolls Barack Obama

Os americanos finalmente perceberam que mal por mal mais vale um mal grande que um enorme mal.  Em termos nacionais, antes um Coelho que um Costa-strófico.

Isto veio, ainda para mas, na semana após Joe Biden, o Vice-Presidente, ter tragicamente perdido um dos seus filhos, assomado de cancro cerebral.  Mesmo este facto, que normalmente iria pesar a favor do Presidente, não o safou.

E para que os nossos amigos da esquerda não desperdicem os barbitúricos, aqui vai um shalom da Casa Branca:

On Tuesday, former Obama advisor David Axelrod informed an Israeli television channel that President Obama considers himself “the closet thing to a Jew that has ever sat in this office.” Obama’s deep and abiding connection to Jewish identity is obviously rooted in his ethnic background, connected to Jews via (?); his ideological ties to Jews, such as (?); and a profound connection with the state of Israel as evidenced by (?).
In actuality, Obama is about as Jewish as George Wallace was black.
(Obama: ‘I’m The Closest Thing to a Jew’ to Ever Be President)
Aconselho Alka-Seltzer.  Há quem prefira Rennie.