quarta-feira, 3 de junho de 2015

Boas notícias! O dragão tem alma!

Cristianismo na China: mais so que parece.
Numa discussão sobre uma notícia de um jornal chinês que dava conta de que o Partido Comunista considerava a proliferação do cristianismo na China «uma doença trágica», um dos arguentes, chinês vivendo na China, disse isto (que traduzo):

... fontes oficiosas estimam que o número de crentes na China se situe por volta de quatrocentos milhões. (Fonte propositadamente oculta por mim)
Um em quase cada três chineses é cristão, se esse número for verdade.

Eu tinha referido anteriormente (cf. A jeito de se tornar o maior país cristão do Mundo) cento e cinquenta milhões, de uma fonte estadunidense.  Estou feliz por estar errado.  Que assim o esteja muitas vezes.

Só falta a China se livrar da peste do Partido Comunista para tomar o lugar que há muito lhe é devido entre as nações.