sábado, 30 de maio de 2015

É tudo à chapada!



Que a Europa eram um saco de gatos, desconfiava. Que cada organização tem os líderes que merece é frase quase chavão.  No entanto, nunca pensei que o Jean Claude Juncker, depois da sua habitual prova de whisky (dizem as más línguas que começa antes do pequeno-almoço) desatasse à chapada a todos os chefes de estado e de governo.

Que metade da Europa deveria ser tratada à chapada, a isso ninguém põe muitos obstáculos.  Eu no entanto começaria pelo tipo que no vídeo as anda a dar.

E fica mal tratar um chefe de estado ou de governo por «dictateur» em público, numa cimeira. Dá mau ambiente. In vino veritas, mas por vezes a verdade tem de ser calada em nome da diplomacia e da boa convivência.

Se a União tivesse decência chamava o Barroso de volta. Ele pelo menos não é conhecido por tentar em esforço hercúleo estimular a economia escocesa sozinho.