sábado, 14 de março de 2015

Boatos da Rússia (VI)

610.jpg27.jpg
Tanques em Moscovo nas ruas. Se não são para comemorar a anexação da Crimeia, não sei o que serão. Entretanto, Alexey Venediktov, o bem-informado jornalista principal da Rádio Eco, escreveu no seu Twitter que lhe prometeram notícias sobre Putin em 48 horas. Portanto, até segunda à noite.
A chatice é que Putin tem uma reunião na segunda com o presidente do Cazaquistão. Comparecerá ou faltará? Já causa incómodo e suspeitas ele não haver dito nada sobre o incêndio no centro comercial em Kazan, que deixou cerca de trinta pessoas mortas e um grande número de sinistrados. Normalmente Putin é o primeiro a prestar condolências às famílias das vítimas.
Segue a fotografia de uma pequena coluna militar em Moscovo. (Já agora, notem que os tanques da primeira fotografia estão voltados para o parlamento em vez de para o outro lado, em posição de defesa, como manda o protocolo.
CAFWDrxUIAAJ2Et.jpg
Mas atente-se que uns dizem que isto é verdade, e juram-nos, e outros que é «fake» (фейк em russo).

Demasiados boatos.  Dizem que o MVD (Ministro dos Assuntos Internos) está com o Putin, junto com as suas tropas de Elite, enquanto o FSB (o sucessor do KGB) e o FSO estão com os insurgentes.  Que Dugin, Strelkov e a Igreja Ortodoxa também estão do lado dos insurgentes.  Que há combates no Kremlin (isto é duvidoso, pois mesmo tiros de armas ligeiras teriam sido ouvidos e reportados).