quinta-feira, 2 de janeiro de 2014

Tempos interessantes, dias incertos

Um facto que não tem sido propriamente noticiado, mas que irá certamente mudar o nosso mundo nas próximas semanas, é a relutância de a China aceitar pagamentos em dólares. Os cofres do Reino Unido, antes cheios de ouro, estão, segundo a Bloomberg, virtualmente vazios, visto o ouro que tem sido transferido para Hong Kong.

O que significa para o Mundo que a Chine deixe de aceitar pagamentos em dólares,e prefira ouro? Só pode querer dizer que a China acredita que nos próximos anos, ou mesmo meses, os Estados Unidos vão ligar as impressoras ao ritmo máximo e desvalorizar o dólar; a menos que façam uma negaça nos pagamentos da dívida, precisamente em parte detida pela China.

Não creio que 2014 traga guerra, como tantos andam a vaticinar. Trará talvez a público algumas das fragilidades dos Estados Unidos. Penso que apenas quando os candidatos para as eleições de 2016 começarem a alinhar-se, lá para o meio de 2015, as fragilidades da economia americana começarão a ser de tal modo evidentes que não mais poderão ser negadas.

Nesses dias, creiam-me, o futuro económico e político do Planeta será impossível de ser previsto a horas de distância.

E todo o ouro da China não poderá ser comido pelos chineses.